O que é Capitalismo Consciente?

Atualizado: 11 de Ago de 2019



A Triconsult é parceira do Capitalismo Consciente desde o início de suas atividades aqui no Brasil, e até hoje acompanha de perto este movimento que quer ajudar a transformar o país por meio da inspiração de negócios conscientes, sustentáveis e inovadores. E você, conhece o Capitalismo Consciente?



O QUE É O CAPITALISMO CONSCIENTE


O Capitalismo Consciente é um movimento global que se originou nos Estados Unidos a partir de um estudo acadêmico conduzido por Raj Sisodia, Jaf Shereth e David Wolf. O estudo tinha o objetivo de verificar como algumas empresas conseguiam manter alta reputação e fidelidade dos clientes sem ter investimentos exorbitantes em publicidade e marketing.


Antes de ser publicado, o estudo chegou ao conhecimento de John Mackey, CEO da Whole Foods, que identificou no manuscrito muitas características e atitudes que há muitos anos já aplicava em seu negócio. Posteriormente, com a contribuição de Mackey, o estudo evoluiu para o livro Firms of Endearment (traduzido no Brasil como “Empresas Humanizadas”), publicado em 2007, que explana sobre como as empresas lucram a partir da paixão e propósito.


Iniciava-se então o movimento Capitalismo Consciente.



OS PILARES DO CAPITALISMO CONSCIENTE


A prática do Capitalismo Consciente é baseada em quatro princípios:


  1. Propósito maior: O propósito de uma empresa deve ser muito mais do que simplesmente gerar lucros: é a causa pela qual a empresa existe.

  2. Cultura consciente: Cultura consciente é a incorporação dos valores, princípios e práticas subjacentes ao tecido social de uma empresa. Ela conecta os stakeholders uns aos outros e também ao seu propósito, pessoas e processos.

  3. Liderança consciente: Os líderes conscientes são responsáveis por servir ao propósito da organização criando valor para todos os seus stakeholders e cultivando uma cultura consciente de confiança e cuidado.

  4. Orientação para stakeholders: Um negócio deve gerar diferentes valores para todas as partes interessadas, os chamados stakeholders.





POR QUE SER UM CAPITALISTA CONSCIENTE?


Aderir à filosofia do Capitalismo Consciente resulta em uma relação de “ganha-ganha-ganha” entre os stakeholders. Os funcionários são mais felizes, saudáveis, inspirados e produzem mais; os consumidores - que neste caso são mais fiéis - querem produtos produzidos com responsabilidade e até pagariam mais por isso; e ganham também a sociedade e o planeta com o impacto positivo destas empresas conscientes.


E o lucro? No Capitalismo Consciente o lucro é uma consequência, e não o propósito central da empresa. John Mackey, co-fundador do movimento, define muito bem esta situação:


“O lucro para uma empresa é como as células vermelhas de nosso sangue. Precisamos delas para transportar oxigênio por nosso corpo e sobreviver. Mas produzir células vermelhas não é o propósito de nossas vidas”.

Mesmo assim, um estudo brasileiro observou, assim como no estudo original de Sisodia e colaboradores, que as empresas conscientes são muito mais rentáveis no longo prazo. Ganham o planeta e a sociedade, ganham os consumidores, ganham os funcionários e ganha muito mais a empresa consciente 😉



25 visualizações

© 2019 Triconsult

contato@triconsult.com.br

5055-2226

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Instagram
CAPITALISMO CONSCIENTE - Selo Parceiro.p