Vamos falar de AMOR

Atualizado: 11 de Ago de 2019


E se você tivesse que descrever, em uma frase, o que é AMOR?


Difícil não?


O amor é extremamente complexo. Ele não é apenas um sentimento, mas sim uma combinação deles, o que resulta em vários “tipos” de amor. Por exemplo, o amor que você tem por seu parceiro(a) não é o mesmo amor que você tem por sua roupa favorita.

Em um de seus artigos, o pesquisador Stephen Levine menciona que na conotação mais comum o amor abrange, no mínimo, dois sentimentos: prazer e interesse (Ex: “Eu amo esse livro”). Agora imagine um casal que acabou de noivar. Nesse caso, o amor envolve sentimentos como: felicidade, orgulho, gratidão e admiração.


Alguns autores até se aventuraram em classificar o amor. C.S. Lewis por exemplo, menciona quatro “formas” de amor:


  1. Storge é o amor carinhoso, é caracterizado por ser caloroso, pelo conforto interpessoal e satisfação em estar juntos. É baseado em familiaridade e tempo repetido juntos. É o amor familiar.

  2. Philia, ou amizade, baseia-se em interesses, percepções e gostos comuns e caracteriza-se pela cooperação, respeito mútuo e compreensão.

  3. Charity (em português “caridade”) e também conhecido por Ágape, é o amor desinteressado, sem expectativa de recompensa, em que a pessoa só quer o que é melhor para o amado. A caridade nos permite amar aqueles que não são amáveis.

  4. E Eros, que é o elemento sexual carnal de curta duração, caracterizado pela idealização e preocupação mental com o amado.


Quer saber mais? Veja esse vídeos abaixo :)






E, para finalizar, reflita: Qual forma de amor é mais escassa em sua vida? E em seu trabalho? 🤔



Referência: Stephen B. Levine, 2011. What Is Love Anyway? Journal of Sex & Marital Therapy.

0 visualização

© 2019 Triconsult

contato@triconsult.com.br

5055-2226

  • Preto Ícone Facebook
  • Preto Ícone LinkedIn
  • Preto Ícone Instagram
CAPITALISMO CONSCIENTE - Selo Parceiro.p